Tuesday, 24 May 2011

6º PECHA KUCHA - MINHA APRESENTAÇÃO

Como é que faço uma exposição para me dar a conhecer como artista e sobretudo sobe o trabalho que desenvolvo mais: o retrato. Mas de forma que o público em geral achasse interessante e chamativa. Então pensei para com os meus botões...porque não...os deuses gregos !!! Voltar a dar vida a este tema tão trabalhado ao longo destes séculos por diferentes pintores e também, é algo facilmente reconhecido por qualquer um de nós.

Um dia ao falar com o Roberto expliquei que estava a trabalhar numa exposição sobre os deuses e ele que, pelos vistos gostou muio da minha ideia, perguntou-me se não me importava que ele tratasse o mesmo tema daqui a dois anos. Disse-lhe logo: porque é que não fazes comigo? E ele aceitou. Ele sugeriu que utilizássemos os nossos amigos e eu: Hummm, porque não tornar a exposição ainda mais interessante, fazer uma surpresa a eles. E como é qu fazemos isto ? Muito simples usamos as fotos do Facebook, normais do dia-a-dia deles e transformamos as mesmas sem eles fazerem poses propositadas e sem o uso de acessórios, só com a nossa imaginação...para ser mais engraçado e mais desafiante.

São ao todo 30 pessoas. No meu casting tive que pedir fotos a alguns porque não tinham fotos boas e estes, eu tinha a certeza que iriam aceitar, pelo seu carácter brincalhão e até houve quem se oferecesse ao ouvir a minha conversa...

A nossa exposição será muito interessante porque estamos a juntar dois cérebros diferentes (homem e mulher) com estilo e perspectivas igualmente diferentes a trabalhar sobre o mesmo tema e sobre a mesmas pessoas. Na minha opinião é assim que a Magia acontece.... E aqui estamos nós a dar-vos um cheirinho de como a nossa exposição irá ficar, exemplificada com aguns dos nossos estudos que estiveram a ver...Espero ter-vos aberto o apetite e que estejam atentos para a data da exposição...que está quase à porta.

Agora vou falar um bocadinho sobre mim:

Gosto de mitologia, adoro tudo relacionado com arqueologia, com História de Arte, trabalhos com fotorealismo, entre outros. Os meus trabalhos são desenvolvidos à volta destes temas. Faço pintura,desenho, ilustração e adoro trabalhar com barro e bem, recentemente tive como oferta uma máquina de tatuagem...Mas o que realmente me dá prazer é o retrato. Mas primeiro, o que é o retrato?

O retrato é uma representação de um indivíduo ou de um grupo. O retrato podia ser pintado, esculpido, desenhado e era a única forma de "guardar" aparência dos modelos....Eram feitos sempre de forma a que o retratado fosse mostrado com uma aparência agradável. Um dos pintores que recusou a fazê-lo e incrivelmente sobreviveu a tal, foi Goya com as suas pinturas sobre a família real espanhola.

Os meus retratos, gosto de os trabalhar com grafite porque acho que o desenho está um pouco dsvalorizado. Nos dicionários, por exemplo, aparece como suporte às pinturas...Temos que fazer mais exposições com o desenho, com mediuns diferentes: com tintas, com grafite, com carvão, com giz, para quebrar esta ideia errada que o desenho tem menos valor que uma pintura.

É com o desenho que os meus retratos ganham vida. Até podem dizer, mas para quê esta dedicação toda, esta perda de horas se é mais fácil tirar uma fotografia...pois a fotografia capta o momento, e apesar de trabalhar com as fotografia do indivíduo em questão, eu capto a essência do indivíduo. E é isso que gosto nos retratos mostrar a vivência de cada um, seja pelas rugas, pelos olhares perdidos, expressões tristes, contentes, dúvida, problemas... Se calhar é por isso que os meus colegas dizem que tenho mais jeito a desenhar pessoas idosas...estão carregadíssimas de histórias... Capturastes a alma, pois é, um dos comentários que adoro ouvir...Outro é a reacção das pessos incrédulas, como é que conseguistes fazer isto??? Está igualzinho...E então as crianças... Essas sim deixam-me com lágrimas nos olhos. Um desenho que fiz para um amigo meu, a minha sobrinha disse: Tia aquele ali, não é o senhor do desenho, é feio, no desenho está muito mais bonito...Ups.... (Nota: era suposto ele estar presente...porque era uma brincadeira para ele...quando lhe contei mais tarde...ele respondeu e eu não sou mesmo feio...lol)

Como já tinha dito não trabalho com modelos ao vivo...não tenho paciência para: falta muito...ainda não....tenho dores....trabalho com fotografias e costumo pedir várias porque há sempre uma que me chama mais, que sobressai de todas as outras.

Eu pinto, desenho logo sou artista plástica!!!

Sempre me debati sobre a importância de uma licenciatura ou não... se sou menos válida como artista... Ao fim ao cabo é só etiquetas que nos põem...Acho que no fundo o mais importante é a minha dedicação à arte e o que ela me faz sentir. Sou ávida pela aprendizagem, pela leitura que de certa forma substitui a Universidade.

Aos 31 anos pela primeira vez a minha mãe pendurou duas pinturas minhas, que participei no On by Porto Bay 2008, numa parede dela. O que me deixou muito, muito contente. E é engraçado que as colegas dela quando vão lá a acasa, dizem que o velho mete-lhes medo porque estejam elas sentadas onde for e mesmo que mudem, os olhos do velho seguem-nas....Estilo Mona Lisa....Quem diria que a minha mãe tinha dado à luz a uma Leonardo da Vinci.

Recentemente envolvi-me com o Grupo Sketchers da Madeira na qual sou uma colaboradora, tal como o Roberto, o José e se tivr aqui mais alguém que levante os braços....A prátic do desenho ao ar livre é muito importante para a nossa arte, observando todo o que se passa e registando tudo o que vemos...eu infelizmente não fazia isso....mas agora sim....altos rabiscos, mais registos para futuros trabalhos.

Fica aqui uma dica para o Roberto para uma participação do grupo numa próxima Pecha Kucha.
Post a Comment